TUDO ABERTO

em Esportes/Futebol por

 Como eu havia dito na quarta, a noite foi de fortes emoções. Os dois duelos pelas semifinais da Copa do Brasil não decepcionaram aqueles que assistiram e reviram os jogos. Se a técnica em boa parte do tempo deixou a desejar, a vontade e a disposição tática das equipes sobrou tanto no Maracanã como no Mineirão.

Vamos falar primeiro do jogo do maracanã.

Flamengo e Atlético fizeram por merecer a fama que engloba esse jogo. Logo no início, ambos mostraram quais seriam as fórmulas de tentar derrotar seu adversário. O Flamengo logo, com pouco mais de 1 minuto, quase abriu o marcador com Eduardo da Silva, porém no gol estava ele:  São Victor, defensor, ou melhor protetor do gol atleticano, operou a primeira grande defesa da noite. O Flamengo, como era de se esperar, usava da velocidade de seu ataque para tentar abrir o marcador, sua principal arma, era mais agudo que o Atlético. Que adiantou à marcação tentando dessa forma, atrapalhar a saída de bola rubro negra? Isso em determinados momentos fez com que o jogo ficasse um tanto travado no meio campo, mas a primeira etapa terminou com o Flamengo tendo as melhores chances de abrir o marcador. No segundo tempo, as estratégias se mantiveram as mesmas, quando Luxemburgo resolveu arriscar mais sacando Eduardo e colocando Nixon, assim ele deixou seu ataque ainda mais veloz, e foi num contra ataque veloz que ocorreu o lance que levou ao primeiro gol Rubro Negro.
O que se viu depois era um Atlético tentando um empate e o Flamengo fazendo aquilo que nessa temporada melhor sabe fazer, se fechar em seu campo e sair em contra golpes de velocidade euma dessas jogadas onde nenhum ser humano poderia imaginar o que de melhor aconteceu, afinal Gabriel, o atacante solitário cercado por quatro adversários, conseguiu com dribles desconcertantes, entrar na área atleticana e sofrer o pênalti. Apreensão de ambos os lados da torcida, no duelo, Chicão versus Victor. Resultado? Segundo gol Rubro Negro no Maraca. O galo ainda tentou diminuir, mas do outro lado, um jovem que ainda iremos ouvir falar muito, Paulo Victor, goleiro de Flamengo, impediu que isso acontecesse. O que significa??? Tudo aberto para quarta que vêm no Mineirão, o Atlético já mostrou nesses últimos tempos, sem contar a façanha contra o Corinthians, que reverter resultados é algo que o time consegue e que sua torcida ajuda a conquistar e o Flamengo tentará dar mais um passo ao tetra da copa do Brasil.

 No outro jogo aconteceu o que se era de esperar, o Cruzeiro implantando seu jogo, veloz, habilidoso e não permitindo que o Santos pudesse armar suas jogadas. O Santos tentava manter a posse de bola para impedir os avanços cruzeirenses, tudo ia dando certo até que Cruzeiro ainda na etapa inicial abriu o placar, logo a pressão da Raposa aumentou e só não aumentou a vantagem ainda no primeiro tempo por questões de detalhe, mas mesmo assim o Cruzeiro ainda não conseguiu mostrar o futebol que encantou a todos no primeiro semestre, a impressão que se passa é que os adversário conseguiu aprender uma fórmula de neutralizar as principais jogadas cruzeirenses. É claro que o gol mal anulado de Ricardo Goulart no início da segunda etapa poderia ter dado outra dinâmica ao jogo, mas o Santos conseguiu crescer na partida, diminuindo o ritmo do jogo, cadenciando o jogo. Ele tirou vantagem e por pouco não chegou ao empate com Robinho. O jogo de volta irá ocorrer na Vila, a vantagem claro, é do Cruzeiro, mas o Santos tem chances, o time aposta na força de sua casa para reverter esse panorama, ao Cruzeiro , sinal de alerta ligado, dos quatro times envolvidos nesses jogos é com certeza o mais pressionado, ainda mais pelos resultados no Brasileiro que diminuíram sua distância, antes bem confortável, para o São Palpite!!! Tudo aberto nos dois jogos.

Resultado???
Muito mais emoção….
 E quem ganha com isso??????
Nós, meus amigos e amigas.

 E O BRASILEIRÃO???

 Essa rodada do brasileirão pode mexer com as equipes que lutam para sair da zona de rebaixamento, porém disso tudo é o duelo que Botafogo e Coritiba terão pela frente, a time carioca enfrenta nada mais, nada menos que o líder Cruzeiro no Mineirão, lembrando que o time mineiro precisa da vitória para se mantiver a distância de seus adversários e aliviar a pressão por resultados não compatíveis para uma equipe que deseja o titulo e que vem obtendo nas últimas rodadas. Já o coxa, enfrenta o Corinthians, que ainda sonha com uma vaga na libertadores do ano que vem. É importante lembrar que só a vitória não é o suficiente para que Botafogo e Coritiba saia da zona do mal.
Até segunda, pessoal! 

Texto por Henrique Fernandes

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*