Será Que Precisamos de Tantos Produtos?

em Eco por

Excited Shopping Woman

Antes de começar com minha falação, quero deixar bem claro que o ponto ao qual quero chegar não se aplica a colecionadores e/ou àqueles defensores do: “o dinheiro é meu e faço o que quiser com ele!”. Meu objetivo é a conscientização.

Pois então, com essa quantidade crescente de mídias de divulgação de produtos e seu fácil acesso, empresas má intencionadas se aproveitam de meninas novas e cheias de sonhos (blogueiras, vlogueiras e outros “eiras”) para enfiar goela abaixo de suas leitoras um monte de porcaria cosmética que não precisam e muitas vezes nem sabem exatamente para que serve. Elas precisam ter porque… é… hmmm, porque sim? O pior é que na maioria das vezes, as blogueiras de beleza são mal pagas e desvalorizadas pelo trabalho duro que fazem. Quem ganha com isso? Sim a empresa, pois pagar um cachê alto para uma celebridade bonitinha e gostosinha fazer propaganda, já não vale mais a pena. Não, a Xuxa não usa Monange.

Vamos a um exemplo prático: Alguém, pessoa normal como eu e você, conhecia as marcas que são tendência agora? Se conheciam, lembram-se de quanto custavam antes de se tornarem produtos de “luxo”? Por que acham que um batom que antes custava 20 reais, agora custa 90? É fácil ver resenha de um mesmo produto na maioria dos blogs, no mesmo intervalo de tempo e depois sumirem do mapa. A gente compra, usa um pouco e larga de lado, pois tem uma novidade “baphônica” que elas “super” recomendam. Acontece que a maioria dessas novidades é o mesmo produto de coleções antigas, mas a embalagem é um charme e o preço, só o triplo do anterior. Pensam que enganam quem, Senhoras empresas?!

De modo algum desvalorizo as donas de blogs, pelo contrário, acho uma profissão fantástica. Não há coisa melhor do que ter pessoas dispostas a experimentar cosméticos, roupas, sapatos, etc e compartilhar a experiência sincera, como funciona e se vale a pena. E sim, elas merecem ganhar bem para viver disso! O que é uma pena – que dó – é que muitas estão saindo do propósito e não deixam isso claro.

Enfim, vamos ter mais consciência antes de sair abrindo a carteira e se perguntar: Eu realmente preciso disso? Será que vale o preço? Será que estou sendo enganada por um texto pronto, copiado e colado sem ter havido uso algum?

OBS: Não tenho nada contra a Monange, pois não uso, nem contra a Xuxa. Eu gosto da Xuxa, me julguem.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*