Feliz Aniversário ou “fico feliz por você acordar mais uma vez”

em Crônicas/Fofuras por
(foto: stockpholio/reprodução)

Aniversário de um ano. Piquenique. A infante farreando, correndo, voando… dorme. Adultos conversam, aguardam a aniversariante despertar. Ela abre os olhos e a mãe diz “vamos cantar parabéns, gente?”. Sem entender ainda o que acontece, ela desperta, esfrega os olhos, olha confusa e feliz a algazarra ao que interpreto como Que é isso? Acordo e todos estão felizes e me dão uma festa! Faço isso todo dia, vai ter mais, sempre?”.
Óbvio que ela não pensa isso. Contudo, eu penso. E tal pensamento me desperta uma indagação: Em que ponto deixamos de nos importar e sorrir com o abrir de olhos de alguém querido? Onde tal felicidade diária se torna ritualística (uma vez por ano) e por fim banal?”.
Páro. Isto é uma festa infantil, não “o Banquete”. Tampouco foi ou será o único dia que ficamos felizes por ela abrir os olhos… ontem, amanhã e depois e depois ainda e mais uma e todas outras vezes: infinitos desaniversários.


               Para a Anjinha que adora voar

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*