Dedo de prosa – Campeão de fato

em Esportes/Futebol por

Olá caros amigos e amigas, não mandei a coluna de segunda para deixar para hoje, a homenagem ao Cruzeiro pelo seu bi campeonato (seguido) brasileiro e o quarto de sua história.
É a Raposa concretizou aquilo que todos já sabiam, mas qual o segredo desse time?
Porque tanta facilidade? Sim facilidade. Como conquistar um campeonato apontado por todos como um dos mais equilibrados e difíceis do mundo?
As respostas são simples:
Planejamento, estrutura, confiança, salários em dia, ambiente altamente favorável para que os profissionais possam trabalhar de forma tranquila.
Muitos dos jogadores ditos reservas do Cruzeiro seriam facilmente titulares em qualquer das outras 19 equipes e mesmo assim não se ouviu reclamações desses jogadores, de estar no banco, algo incomum na nossa cultura futebolística, mas os motivos que citei acima permite que o jogador não se sinta inferiorizado por estar no banco, ele sabe que quem está jogando é no mínimo de seu nível e logo sua equipe estará disputando todos os campeonatos com possibilidades de chegar.
Isso é sem dúvida outro grande diferencial.
O poder de conquista dessa equipe.
Resumindo, venceu o melhor time, o melhor elenco, o melhor preparo, a melhor estrutura, a manutenção de um projeto vencedor e acima de tudo, uma equipe focada em seu objetivo.
Enfim os deuses do futebol foram justos e permitiram que o melhor levasse o que para ele era merecido.
CHEGOU A HORA…
E finalmente chegou o momento da grande final da Copa do Brasil. O simples fato de ser uma final nos coloca em uma quase obrigação moral de assistir ao jogo, acrescente a essa receita, o fato de ser um Cruzeiro versus Atlético.
 Querem outro ingrediente?
Uma possível conquista do Cruzeiro de sua segunda tríplice coroa, ou o desfecho perfeito da saga épica Atleticana na copa do Brasil desse ano.
E o principal! O duelo de dois dos melhores times de nosso país, times que vêm mostrando nesses últimos anos um futebol de primeira linha, fazendo com que seus jogos ganhassem um tom épico, incrível de viradas inimagináveis, campanhas singulares dignas de se colocarem no papel de protagonistas esse ano, do futebol brasileiro, me perdoe o São Paulo que paralelamente disputa as semifinais da Sul-americana, mas não há como, ao menos hoje e nessa semana destacar o feito de Cruzeiro e Atlético-MG.
Os deuses do futebol que quase sempre são acusados de causar injustiças quando o assunto é final, não poderiam nos reservar um fim de ano melhor.
Por essas e tantas outras que afirmo! Esse esporte é realmente apaixonante, embriagante, único e acima de tudo, SURPREENDENTE, sendo assim meus amigos e amigas, se preparem para mais tarde assistirem a história sendo feita, um verdadeiro…
DUELO DE TITÃS.

A VOLTA E AS IDAS…
O Vasco voltou para a primeira divisão, sua imensa torcida pode comemorar, deve comemorar, mas os dirigentes ficaram devendo e muito, não apenas pelo fato da queda mas pelo inadmissível fato de não ter conquistado o título da segundona. De resto é esperar que a nova diretoria, recoloque o Vasco na sua real colocação no cenário futebolístico nacional. O de grande equipe, vencedora, disputando títulos, não de segunda divisão mais títulos do tamanho do Vasco.
O Vasco voltando e outros gigantes podendo estar indo de volta para a segunda divisão.
Irei falar sobre a situação de Palmeiras, Botafogo e Bahia em outro momento, mas fica uma afirmação. Tristeza e decepção para esses torcedores, mas deixamos esse assunto para outro momento.

Texto por Henrique Fernandes

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*