Comunicar pra revolucionar

Category archive

Eco - page 2

Consciência – Poema escrito coletivamente pelo Facebook

Eco por

A equipe Vero continua a campanha sobre consumo consciente. Contamos com a participação de todos para fomentar o debate. Nossa última ação foi um poema escrito coletivamente pelo facebook. Leia o resultado: Consciência Sem ao menos saber, vesti, calcei e me alimenteiDe você, que por si só já é clientelaou seria uma quimera, me despir do que sei? Sem pensar nas mãos,nem nas condições das pessoas por trásda minha vestimenta.Das que as tocaram primeiramente.Sem pensar nos dedos calejadospela enxada dos que produziammeu alimento. Calos, barulho, fome, frio.Dor é status?Quando sei da até calafrios. Vejo tua obra, nem ligo para elaapenas…

Leia Mais

Pensando o consumo com Drummond

Eco Fashion/Literatura por

Em minha calça está grudado um nome Que não é meu de batismo ou de cartório Um nome… estranho. Meu blusão traz lembrete de bebida Que jamais pus na boca, nessa vida, Em minha camiseta, a marca de cigarro Que não fumo, até hoje não fumei. Minhas meias falam de produtos Que nunca experimentei Mas são comunicados a meus pés. Meu tênis é proclama colorido De alguma coisa não provada Por este provador de longa idade. Meu lenço, meu relógio, meu chaveiro, Minha gravata e cinto e escova e pente, Meu copo, minha xícara, Minha toalha de banho e sabonete, Meu isso, meu aquilo. Desde a cabeça ao bico dos sapatos, São mensagens, Letras falantes, Gritos visuais, Ordens de uso, abuso, reincidências. Costume,…

Leia Mais

Moda escrava: quem não te conhece que te compre

Eco/Vídeos por

Andamos pelas lojas de shoppings e raramente nos perguntamos de onde vem o que compramos. Pagamos caro para ostentar marcas. Queremos parecer interessantes, antenados, estilosos. Viramos cabide para as mais importantes grifes. Sem saber como certos produtos são produzidos, acabamos financiando o trabalho escravo contemporâneo. Sem querer querendo. Mas a ignorância nem sempre é uma benção. Sim, a escravidão ainda sobrevive e muitas vezes não nos importamos em sequer fiscalizar ou pesquisar mais sobre o que compramos. “É preciso deixar claro que a escravidão não é uma realidade apenas de áreas rurais e isoladas. Ela está por toda a parte.…

Leia Mais

Aplicativo ajuda o consumidor a escolher marcas livres de trabalho escravo

Eco Fashion por

“12 anos de escravidão”, filme que retrata a vida de um homem livre, sequestrado e escravizado, consagrou-se no óscar de 2014. O longa narra o drama real de Solomon Northup, que escreveu sobre seus anos de limbo. Durante a sessão, lágrimas caem, os olhos ficam vidrados na tela e nos emocionamos com a trajetória do músico letrado que teve sua liberdade acorrentada durante tanto tempo. Mas, ao acender das luzes, secamos o choro. Para que nos lamentarmos se esse período da história já passou? Infelizmente, não. Em pleno 2014, milhões de pessoas vivem em estados análogos ao da escravidão. Inclusive…

Leia Mais

O nosso lixo de cada dia

Eco por

Consumimos sem parar, sem ao menos nos darmos conta do que fazer com tanto excedente. Para muitas pessoas, o correto é ter para ser; e ainda é preciso sempre ter a versão mais nova e atualizada de aparelhos, carros e eletrodomésticos. Tampouco nos importamos com o descarte daquilo que nos parece velho.  Chris Jordan, em suas fotos impactantes, chama a atenção para a questão do consumismo desenfreado. Na série “Beleza Intolerante: Retratos de Consumo Americano”, ele trata da sociedade do descarte. Empilhamos lixo e não nos damos conta do quanto jogamos na Terra. Sim, porque pensamos jogar algo “fora”, mas…

Leia Mais

Tá de brincation comigo? Greenpeace zoa Head & Shoulders em vídeo hilário

Eco por

As ações do Greenpeace costumam ser desconfortáveis. Ainda que o objetivo seja este para chamar a atenção para o consumo consciente, desta vez a ONG inovou. Abusando do humor e da ironia, postou um vídeo que satiriza e acusa a Head & Shoulders de usar óleo de palma de fontes que causam desmatamento.  (Imagem: Greenpeace / Reprodução) Leia a carta que o Greenpeace mandou para Head & Shoulders:   “Estou muito surpreso que a Procter & Gamble está usando óleo de palma sujo em produtos como Head & Shoulders. Seu óleo de palma vem de empresas que estão desmatando as…

Leia Mais

Rio de Lixo: a culpa é nossa!

Eco por

A cidade maravilhosa está coberta. Pelas ruas, montanhas de lixo possivelmente espalham doenças e deixam um cheiro extremamente desagradável. O forte odor consegue chegar ao décimo andar de um modesto prédio em Copacabana. A moradora reclama. Que porcaria é essa de lixo, maresia e cheiro de peixe? De que adianta poder ver um rabo do mar e sentir um ventinho na pele se é difícil aproveitar as belezas naturais e a brisa fresca? Com este quadro em mente é tentador apontar culpados. Especialmente se você for um assíduo leitor de jornal. Ora, as manchetes acusam: “Greve de garis deixa as…

Leia Mais

Abominável Mundo Novo

Eco por

Dados do IBGE mostram que brasileiro gasta cada vez mais com transporte                                                                  (Foto: SXC / Reprodução) João tem 35 anos. Aos 28, percebeu que a vida na cidade pequena era monótona e não oferecia tanta coisa boa quanto nas metrópoles. Decidiu se mudar para a capital. Mas a capital mudou junto com ele; cresceu, e suas despesas cresceram junto. João precisou gastar com ônibus. Veio o desenvolvimento, subiu…

Leia Mais

As plantas e a fome

Eco/Ecogastronomia por

“Uma flor nasceu na rua. Furou o asfalto, o tédio, o nojo e o ódio”                                                               (Foto: SXC / Reprodução) Uma flor nasceu na rua. Furou o asfalto, o tédio, o nojo e o ódio. Com essas palavras, Carlos Drummond de Andrade criticava a opressão e o “mundo cinza”, há mais de 60 anos, através da poesia A flor e a náusea. Palavras atuais, num país que vive a guerra…

Leia Mais

Acorda

Eco por

Acorda. Toma o café, o banho, prepara-se para ir ao trabalho. Por sorte, hoje ele precisa andar apenas um quilômetro. Mas andar, para ele, é sinônimo de andar sobre rodas. Pega o carro e vai ao trabalho, diariamente, de carro. Não se lembra de outra hipótese senão essa. Nunca pensou se um quilômetro é pouco ou muito, é saudável ou não, faz sol ou chuva, faz calor ou frio. Mas pega trânsito, gasta com combustível e se estressa.                                             …

Leia Mais

Login

Registrar | Perdeu sua senha?
Vá para o INÍCIO