Comunicar pra revolucionar

Category archive

Religião

Um olhar feminista sobre o candomblé.

Cultura/Feminismo/Religião por

Pensar uma ótica feminista sobre o culto aos Orixás, não significa dizer que o Candomblé é uma tradição religiosa pautada pela perspectiva revolucionária da ausência do patriarcado. O candomblé é uma reorganização do culto às divindades africanas aqui no Brasil, ou seja, embora sendo essencialmente de natureza africana, é ainda, reorganizado dentro de uma estrutura que se fundou sob os pilares europeus, logo, sofrendo a influencia do patriarcado europeu e cristão que aqui se consolida, em contrapartida, uma tradição construída por mulheres e que, o feminino ocupa grande lugar de destaque na prática e na mitologia. Em África também há…

Leia Mais

Jurema Sagrada: da cultura popular às Universidades.

Cultura/Notícias/Religião por

  No ultimo mês Julho de 2016, o Mestre Juremeiro, Babalorixá e Mestre de Cultura Popular Pai Alex de Xangô, compôs a banca de estudiosos da Universidade Federal de Alagoas para analisar o TCC em psicologia, da estudante Izabella Barbosa, intitulado “Firmei Meu Ponto: Possíveis Análises do Culto da Jurema Sagrada a Partir da Memória Cantada”. A participação do Mestre Juremeiro, Babalorixá e Mestre de Cultura Popular Pai Alex de Xangô, evidencia os avanços conquistados com muita luta ao longo da história pela população afro-indígena nas Alagoas. Não é prática comum as Universidades abrirem suas portas para receber as populações…

Leia Mais

As guerreiras cor de rosa

Para quem acha que uma única cor sintetiza o que é ser mulher, não sabe ainda como é possível perverter o status quo!   Índia Um país cuja extensão territorial é menos da metade do Brasil, mas que abriga nada menos do que 1,252 bilhões de pessoas, quase dezessete vezes o numero de brasileiros! Visualize: a densidade demográfica do Brasil é de 23,8 habitantes por km quadrado, na índia é 395,40 hab/km². Sabe-se que a violência contra as mulheres é comum no mundo todo, mas na Índia, os índices estão acima da média mundial. São comuns a tradição ilegal dos…

Leia Mais

Pague bem e será representado

Eles foram colocados no poder pelo sistema de “puxar votos” e nós, do povo, não elegemos mais de 30% do congresso. Um congresso mal eleito, mal educado, que não vota em nome do Direito, muito menos da ética, nem mesmo da lei. São supostos deputados que votam em prol de suas próprias famílias, cujos bolsos estão íntimos da elite (os famosos “1%”) deste país. Nas eleições de 2014, dez empresas elegeram 70% dos deputados. A Vale elegeu 85 deputados. Por que o congresso pega tão leve com Mariana? Teoricamente, mas muito na teoria mesmo, um político deve ser um cidadão crítico…

Leia Mais

Mulheres do Candomblé: força e opressão

As violências causadas pelo patriarcado atingem a todas as mulheres, mas essa violência se dá de formas diferentes em cada grupo social, não podemos dizer que uma mulher branca de classe média sofra a violência da mesma forma que uma mulher negra e pobre, e então, adicionamos mais uma categoria; negra, pobre e candomblecista. Além da violência de gênero, classe social e raça, também o preconceito religioso, que por se tratar de uma religião de matriz africana não se separa da violência racista, uma vez que a estrutura social ocidental, branca e patriarcal tende a demonizar o que for de…

Leia Mais

Mulheres, nós somos fruto do pecado?

O dia Internacional da Mulher é celebrado dia 08 de março. É quando ganhamos flores. Muitas flores: rosas murchas, dobradiças de papel, flores desenhadas. Contudo, a cortina cheirosa esconde uma realidade alarmante. Segundo a bancada evangélica, vivemos num país laico-cristão e a nossa moralidade vem diretamente do livro sagrado. Para celebrar nosso dia, a bíblia tem uma mensagem especialmente carinhosa para nós, mulheres. Feministas e simpatizantes, abstenham-se. Filhas de Deus! Nós ganhamos em primeiro lugar no quesito “símbolo do pecado”. Mesmo quando vítimas de abuso físico e psicológico, somos apontadas como culpadas. Para a sociedade, somos nós que provocamos. Nós…

Leia Mais

Vídeo no Youtube mostra que Renato Aragão fazia piada com religião

Humor/Religião por

Os Trapalhões (Foto: Youtube / reprodução) No programa “Na Moral”, que tinha como tema os limites do humor, Renato Aragão disse que não nunca precisou passar “por esse temor de fazer piada sobre religião”. Para ilustrar o debate, Pedro Bial havia mostrado o vídeo “Deus”, do Porta dos Fundos, canal também conhecido por fazer críticas a religiões. “Você é inteligente, te acompanho, na Portas dos Fundos e nas da frente”, disse Aragão ao humorista Gregório Duvivier, representante do Porta dos Fundos na ocasião. Para Aragão, fazer humor com religião é uma forma de agressão. O deputado pastor Marco Feliciano elogiou Renato Aragão por tais…

Leia Mais

Login

Registrar | Perdeu sua senha?
Vá para o INÍCIO