Comunicar pra revolucionar

Category archive

Comportamento - page 2

Jurema Sagrada: da cultura popular às Universidades.

Cultura/Notícias/Religião por

  No ultimo mês Julho de 2016, o Mestre Juremeiro, Babalorixá e Mestre de Cultura Popular Pai Alex de Xangô, compôs a banca de estudiosos da Universidade Federal de Alagoas para analisar o TCC em psicologia, da estudante Izabella Barbosa, intitulado “Firmei Meu Ponto: Possíveis Análises do Culto da Jurema Sagrada a Partir da Memória Cantada”. A participação do Mestre Juremeiro, Babalorixá e Mestre de Cultura Popular Pai Alex de Xangô, evidencia os avanços conquistados com muita luta ao longo da história pela população afro-indígena nas Alagoas. Não é prática comum as Universidades abrirem suas portas para receber as populações…

Leia Mais

Crônicas de um motel falido

Comportamento/Sexo por

Tenho certeza de três coisas: brasileiro transa pra chuchu. A mulherada tá muito sem-vergonha. Tem mais homossexual no mundo que a gente imagina Tonhão, gerente de motel na Vila Mariana, em São Paulo O gerente Demorou cerca de uma hora para que Tonhão, gerente de um motel na Vila Mariana, em São Paulo, conseguisse tirar uma cliente regular de uma suíte. A cliente era uma delegada casada com um investigador e se recusava sair mesmo após o término do seu horário de reserva. As cartadas do tipo “você sabe com quem está falando?” parecem ser jogadas o tempo todo quando…

Leia Mais

Como ganhei 50 reais num puteiro furreca de Viçosa

Comportamento/Crônicas/Sexo por

Numa noite tediosa de segunda-feira, eu ganhei R$50,00 num puteiro furreca de Viçosa. A história por trás disso pode ser meio frustrante, mas lá vai. Era segunda-feira e eu e uns amigos saímos para comemorar que alguns deles haviam passado no mestrado, mas como o de costume, não tinha nada aberto em Viçosa. Então fomos para o puteiro (umas 10 pessoas em um Uno). Chegando lá descobrimos que, apesar do puteiro ser muito furreca, tudo era muito caro para nosso padrão estudante falidos, então juntamos todos os nossos dinheiros e negociamos por umas latinhas de cerveja e ganhamos duas fichas…

Leia Mais

O maior desastre natural da história do Canadá

A cidade de Fort McMurray acordou no domingo, dia 1º de maio, com o maior incêndio da história do país. Os 100 mil habitantes foram evacuados da região e dezenas de milhares deixaram o local em mais de 300 voos para Edmonton, a capital da província de Alberta, no Canadá. O fogo consumiu mais de mil km² de florestas e uma área total maior do que a cidade de São Paulo, com cerca de 1,6 mil km² de extensão. A fumaça foi vista do espaço, chegando a cobrir parte dos EUA. Apesar de catastrófico, não foram registrados mortes e as…

Leia Mais

As guerreiras cor de rosa

Para quem acha que uma única cor sintetiza o que é ser mulher, não sabe ainda como é possível perverter o status quo!   Índia Um país cuja extensão territorial é menos da metade do Brasil, mas que abriga nada menos do que 1,252 bilhões de pessoas, quase dezessete vezes o numero de brasileiros! Visualize: a densidade demográfica do Brasil é de 23,8 habitantes por km quadrado, na índia é 395,40 hab/km². Sabe-se que a violência contra as mulheres é comum no mundo todo, mas na Índia, os índices estão acima da média mundial. São comuns a tradição ilegal dos…

Leia Mais

A Origem da Homossexualidade

Para os homofóbicos, conhecer a origem da homossexualidade serve apenas para legitimar e aperfeiçoar o combate à homossexualidade. Eles não têm nenhum compromisso com a verdade ou com o saber. O único compromisso deles é com a repressão, o ódio e a violência. A destruição da homossexualidade tem passado pela destruição de pessoas ou de suas vidas, sempre injustamente. Até o momento, eu percebo 4 origens em vista para discussão: 1. Genética – Há fortes indícios de tendência genética à homossexualidade, mas não provas. Não há certezas. As pesquisas continuam. Essa falta de certeza, mesmo na presença de tão fortes…

Leia Mais

Estresse de Convívio Prolongado

Comportamento/Psicologia por

Você já percebeu que as pessoas, às vezes, costumam brigar por motivos bobos? “Reality Shows” nos mostram bem isso. Eu ainda não vi ninguém fazendo referência a esta minha percepção. Talvez, eu esteja errado em pensar nisso … ou não. O que eu acabei por pensar foi que pessoas que convivem juntas por muito tempo acabam por aprenderem a se odiar. Se o convívio for contínuo, o problema se torna ainda mais intenso, rápido e perigoso. Eu sempre vejo irmãos se tornando sócios, para dividir despesas, darem apoio um ao outro, porque, afinal, são irmãos, cresceram juntos e “se amam”.…

Leia Mais

O Mundo não está Piorando

Comportamento/Política por

Quando somos crianças, todo mundo adora a gente. Somos protegidos por todos. Todos brincam conosco, todos nos dão comida. Nossos inimiguinhos são amplamente perdoáveis. Nossos amiguinhos, nós mesmos e os outros mudamos, conforme envelhecemos. Na juventude, descobrimos as delícias do mundo, mas ainda superprotegidos. Ficamos encantados. O mundo é lindo e perfeito. Então, as ilusões começam a ser desfeitas. Já não somos tão bem vindos. Nossos inimiguinhos são mais poderosos, menos perdoáveis. Isso é nada perto da competição, do mercado de trabalho, da “útil para os outros” xenofobia contra nós. Não nos darão comida, nem um lugarzinho para dormir. Não…

Leia Mais

Pague bem e será representado

Eles foram colocados no poder pelo sistema de “puxar votos” e nós, do povo, não elegemos mais de 30% do congresso. Um congresso mal eleito, mal educado, que não vota em nome do Direito, muito menos da ética, nem mesmo da lei. São supostos deputados que votam em prol de suas próprias famílias, cujos bolsos estão íntimos da elite (os famosos “1%”) deste país. Nas eleições de 2014, dez empresas elegeram 70% dos deputados. A Vale elegeu 85 deputados. Por que o congresso pega tão leve com Mariana? Teoricamente, mas muito na teoria mesmo, um político deve ser um cidadão crítico…

Leia Mais

Mulheres do Candomblé: força e opressão

As violências causadas pelo patriarcado atingem a todas as mulheres, mas essa violência se dá de formas diferentes em cada grupo social, não podemos dizer que uma mulher branca de classe média sofra a violência da mesma forma que uma mulher negra e pobre, e então, adicionamos mais uma categoria; negra, pobre e candomblecista. Além da violência de gênero, classe social e raça, também o preconceito religioso, que por se tratar de uma religião de matriz africana não se separa da violência racista, uma vez que a estrutura social ocidental, branca e patriarcal tende a demonizar o que for de…

Leia Mais

Login

Registrar | Perdeu sua senha?
Vá para o INÍCIO