Comunicar pra revolucionar

Author

Adriano de Almeida

Adriano de Almeida has 3 articles published.

esqueça o título

em Arte/Cultura/Literatura/Prefácio Cultural/Resenhas por

  A primeira questão que me ocorreu, ao terminar o livro de contos Sexo e amizade, de André Sant’Anna (Companhia das Letras, 2007), foi esta: como um livro de qualidade tão rara pode ter um título tão ruim? Verdade seja dita, títulos não são o forte na obra desse autor: Amor (1998), Sexo (1999), Amor e outras histórias (2011). Era novembro de 2019 quando encontrei Sexo e Amizade na estante da Martins Fontes da Rua Dr. Vila Nova. Eu já tinha ideia de quem era o autor, guardava boas impressões das poucas espiadas que dei em sua prosa. Depois de me horrorizar com o…

Leia Mais

Por trás da neblina, há esperança?

em Prefácio Cultural por

Filme: Paisagem na neblina (Topio stin omichli) Diretor: Theodoros Angelopoulos País: Itália, França, Grécia Ano: 1988 Trilha sonora: Eleni Karaindrou Trailler: http://www.youtube.com/watch?v=FN6jCZXp1Ok Eu tinha uns dezoito anos e nenhum conhecimento formal a respeito de cinema quando deparei com esse monumento da imagem e do som. Foi numa dessas vazias sessões de retrospectiva (no caso, do cinema europeu dos anos 80), no Cine Lumière (hoje Cine UOL Lumière).  O título, o cartaz, a nacionalidade, tudo – e de uma vez por todas – me chamou a atenção. Entrei naquela sala e mergulhei no filme para dele nunca mais sair. Paisagem na…

Leia Mais

“Eu receberia as piores notícias de seus lindos lábios”, de Beto Brant e Renato Ciasca

em Prefácio Cultural por

Beto Brant é o tipo de diretor com quem mantenho uma fidelidade quase canina. Vi a maioria de seus filmes no cinema e, mesmo sendo ultimamente um cinéfilo mais amigo das sessões caseiras – na tv ou dvd – que das salas de exibição, na primeira oportunidade que tive fui assistir ao Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios.  Trata-se de uma adaptação do romance homônimo de Marçal Aquino. Dizer qual dos dois é melhor – o livro ou o filme – é bastante difícil. É também inútil: o filme é uma obra à parte. Claro que explorar a…

Leia Mais

Login

Registrar | Perdeu sua senha?
Vá para o INÍCIO