7 atores que poderiam ter conseguido o papel (…)

em Celebridades/Cinema/Curiosidades por

7 atores que poderiam ter conseguido o papel

 

Em Hollywood, é como dizem, tudo é uma questão de sorte. Produções atrasam, atores entram e saem dos papéis e poucos tem a sorte da Margot Robbie que foi escolhida especificamente para interpretar a namorada do Coringa, Arlequina no esperado Esquadrão Suicida.
Outros atores têm que se contentar com castings, testes de "química" com outro colega de profissão e a chance real de que seu projeto vá direto para as estantes de locadoras mais próximas.

Por isso, nesta matéria, conheceremos atores e atrizes que eram destinados para interpretarem estes personagens, mas a má sorte não lhe deram a oportunidade.

1. Marilyn Monroe como Holly Golightly 

 

MA1 

Essa afirmação pode ser um choque para os fãs incondicionais de Audrey Hepburn, mas Truman Capote, autor do livro que deu origem ao filme Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany's) de 1961 vendeu os direitos do seu livro para os estúdios de Hollywood com a garantia que Marilyn interpretasse a garota de programa mais famosa do cinema. 

O estúdio Paramount, no entanto, escalou Audrey Hepburn apesar das recusas de Capote. Para sua personagem, uma mulher que saia do Texas para se reinventar com glamour, ele tinha a imagem de Monroe como plano principal. 

Em uma entrevista anos depois do sucesso do filme, Capote ainda mantinha sua mesma visão. "Marilyn teria sido completamente maravilhosa no papel. Ela queria interpretar a personagem também, mas Paramount me enganou diversas vezes para escalar Audrey. O livro era de um tom bem amargo e Holly Golightly era real – um personagem forte e não uma do tipo Audrey Hepburn. Holly tinha algo sensível sobre ela – inacabado. Marilyn tinha isso. Audrey é uma grande amiga e uma de minhas pessoas favoritas, mas ela era completamente errada para o papel." (via)

 

2. Rita Hayworth como "Dusty" Chandler

MA2

Com Humphrey Bogart estrelando nos anos 50 o filme A Condessa Descalça (The Barefoot Contessa) que havia sido inspirado na vida de Rita, não é surpresa descobrir que os cineastas já haviam pensado em colocar esses dois grandes atores para contracenar.

Infelizmente o ano era 1947, quando Rita cortou e pintou suas madeixas de loiro para interpretar a femme-fatale Elsa Bannister no Dama de Shangai com seu quase ex-marido Orson Welles (o processo do divórcio ainda estava acontecendo). Esse comprometimento causou um embargo no seu contrato, mesmo que Harry Cohn, o chefe da Columbia Pictures, quisesse que Rita interpretasse o papel.

O filme era chamado de a Confissão (Dead Reckoning) do mesmo ano, que contava a história de um homem que deixa o exército antes de receber sua medalha de honra e começa a ser investigado pelo personagem de Bogart. Lizbeth Scott acabou interpretando a personagem idealizada para Hayworth.

A atriz conhecida pelos filmes Lágrimas Tardias (1949) e A Mulher que Eu Amo (1957) nunca alcançou a fama nem da mulher de Humphrey, Lauren Bacall, e nem da Deusa do Amor de Hollywood. Mesmo assim, o filme é um suspense que vale a pena ser assistido, mesmo que talvez com a Rita ficasse um tanto melhor.

3. Freddie Prinze Jr. como Homem Aranha

 

MA3

Apesar das inúmeras tentativas de remakes, havia uma época que Tobey Maguire reinava como o único Homem Aranha. O ano era 2002 e o primeiro filme da trilogia mostrou que super-heróis eram sinônimo de sucesso sim.

Por isso pode ser uma surpresa para alguns de saber que Freddie Prinze Jr., rei das comédias românticas dos anos 90 (lembram de Ela é Demais?), estava no paréo para interpretar nosso homem-aracnídeo favorito.

A história é a seguinte. A produtora de filmes Sony queria que Freddie interpretasse o papel. Diziam que já era dele e que ele não precisaria se preocupar com alguma hostilidade do diretor. O problema era que Sam Raimi estava decidido em contratar Toby e fez de tudo para manter sua visão. E conseguiu escalando Maguire para o papel.

Embora Tobey seja meu ator favorito ao interpretar o Homem Aranha (eu prefiro esquecer as versões com Andrew Garfield), confesso que teria sido interessante ver como Freddie se sairia no papel, que talvez pudesse torná-lo relevante de novo nos cinemas.

4. Ava Gardner como Mrs. Robinson 

MA4

Se o nome de Ava Gardner não causa um grande impacto sobre você, sugiro que comece a pesquisar sobre ela. Considerada uma das maiores belezas que já agraciaram as telas do cinema, Ava conseguiu seu primeiro grande papel no filme The Killers de 1946 e a partir daí, através de escandâlos e mais filmes, ela cimentou seu lugar na história cinematográfica mundial. 

Anne Bancroft, embora não seja conhecida por sua beleza (mesmo que fosse muito bonita), era uma atriz de talento inegável. Com seu primeiro papel nos cinemas em Almas Desesperadas (1952) atuando ao lado de Marilyn Monroe e Richard Widmark, ela logo ganhou um Oscar por sua interpretação formidável no filme O Milagre de Anne Sullivan (1962) 

No entanto, o papel em voga nesta matéria é o do A Primeira Noite de um Homem (1967). Adaptação do livro homônimo, todos estavam curiosos para saber quem interpretaria a fatal Sra. Robinson. Com uma música dedicada a ela no filme, a atriz que a interpretasse deveria estar à altura. Muitas atrizes mais velhas foram sondadas como Judy Garland, Joan Crawford e Doris Day (!!!). 

Afastada do cinema por algum tempo e vivendo na Espanha, Gardner buscou o papel e depois até se encontrou com o diretor Mike Nichols, embora ele tenha recusado seu pedido, porque ficou traumatizado com seu comportamente de diva .Em entrevistas, ela claramente se mostrou arrependida de ter perdido a oportunidade.

Para mim, Anne Bancroft é Mrs. Robinson, mas com a reputação de devoradora de homens de Ava seria interessante ver sua relação com Dustin Hoffman (que era somente seis anos mais novo que Anne nas gravações.) 

 

5. Angela Bassett como Tempestade

MA5

A atriz Angela Bassett era a favorita dos fãs de X-Men para interpretar a mutante Storm e até depois do primeiro filme, eles queriam que ela substituisse Halle Berry no papel. O desejo de fato, não aconteceu. 

O papel foi oferecido para Angela, que recusou devido a sua agenda. Halle Berry preencheu o lugar deixado por ela, mas recebeu toda a hostilidade dos fãs. Afirmando que sua atuação é mediana e que ela não tinha presença o suficiente para representar uma personagem tão poderosa, os fãs dos quadrinhos continuam achando que Berry no papel foi um grande erro. 

 

E vocês, o que acham? 

 

 

6. Winona Ryder como Viola de Lesseps

MA6

Gwyneth Paltrow conseguir o papel de Viola em Shakespeare Apaixonado (1998) marcou o fim de uma das amizades mais famosas de Hollywood nos anos 90. A história diz que Winona Ryder estava planejando fazer um teste para o filme e acabou contando para sua amiga. Gwyneth ficou interessada pelo papel e deu um jeito de pegar o roteiro para saber sobre o que se tratava. 

Ela falou com seu agente e fez um teste para o papel sem que Winona soubesse. Gwyneth conseguiu o papel e acabou ganhando o Oscar de melhor Atriz em 1999. 

Seja esse fato verdadeiro ou não, a questão é que Winona continuou fazendo ótimos filmes e Gwyneth ganhou ainda mais notoriedade. A química de Paltrow com Ralph Fiennes é ótima e um dos pontos altos do filme, mas não é suficiente para que eu acreditasse que ela merecesse ganhar um Oscar ( e muito menos ser indicada como no caso de Kate Hudson no filme Quase Famosos). 

A ideia de Winona interpretando Viola, a musa de Shakespeare, parecia ser a ideia mais lógica no contexto dos anos 1990. Ela era – e ainda é – uma grande atriz, mostrando sua versatilidade em filmes como Adoráveis Mulheres (1994) e em Caindo na Real (1993). 

Toda vez que assisto esse filme não consigo deixar de imaginar Ryder nas cenas. Duvido que depois desta, você também. 

 

7. Al Pacino como Han Solo

MA7

Al Pacino é um ator de talento inegável. Com filmes como Perfume de uma Mulher (1993), a Trilogia do Poderoso Chefão e Serpico (1973) no seu currículo, Al é um mito de sua geração. Coppola teve que lutar para manter Pacino no Poderoso Chefão, já que os produtores não acharam que ele fosse capaz. Al os provou errado e ainda namorou (com indas e vindas) sua mulher no filme, a atriz Diane Keaton por 20 anos. 

Já Harrison Ford, depois de algumas oportunidades perdidas em 1970, ele resolveu largar tudo e ser carpinteiro até que a oportunidade de interpretar Han Solo na série Guerra das Estrelas (1977) apareceu. Depois disso, sua carreira decolou com Indiana Jones e papeis mais sérios em filmes como A Testemunha eBlade Runner (um sci-fi que se tornou cult). 

Sobre a oportunidade perdida, Pacino afirmou que: "Eu lembro que não entendi o roteiro quando eu li. Eu estive no Poderoso Chefão. Eles não se importavam se eu era certo ou errado para o papel, se eu poderia atuar ou não."Mas no fim ele considerou como "mais uma oportunidade que perdi" numa época em que "me ofereciam qualquer papel."  (via)

Harrison Ford era Han Solo, mas com os métodos de Al seria interessante saber como ele interpretaria o papel. Ademais, no entanto, sem a recusa dele não teriamos descoberto Harrison. 

Então a perda foi de ninguém, realmente. 

E vocês? O que acham desses possíveis elencos? Comentem abaixo.  

 

* todas as edições foram feitas por mim. 

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*